Nossos corpos precisam da vitamina D para construir ossos fortes e saudáveis​​. A vitamina D ajuda o corpo a absorver dos alimentos, o cálcio que nossos ossos precisam, alem de participarem de inúmeras outras funções.

Sem vitamina D suficiente, doenças ósseas podem se desenvolver. Na criança por exemplo pode aparecer o raquitismo, que faz com que os osso fiquem frágeis e deformados. Nos adultos, podem ocorrer a osteoporose e osteomalacia, a qual também faz com que os ossos fiquem frágeis e quebrarem com facilidade. Qualquer pessoa pode desenvolver a osteoporose.

Os resultados de vários estudos sugerem que a vitamina D pode ainda proteger-nos de outras doenças, tendo então um papel importante na nossa defesa imunológica, inclui também no seu papel o controle da pressão alta, doenças cardíacas e alguns tipos de câncer. Enquanto a evidência tem crescido em relação a vitamina D, pesquisadores afirmam os efeitos benéficos da vitamina D, para nos mantermos saudáveis.

Para manter os ossos saudáveis​​, precisamos de uma dose mínima diária de vitamina D. A tabela a seguir mostra o subsídio diário dieta recomendada para Vitamina D.

As mulheres que estão grávidas ou amamentando não precisam de ajustes na dose da vitamina D. Os homens e as mulheres necessitam da mesma quantidade de vitamina D.

Não é interessante fazermos o uso abusivo desta vitamina , mesmo que sejamos tentados a isso. Em uma revisão de mais de 1.000 trabalhos de pesquisa sobre a vitamina D, descobriu que quantidades elevadas podem ser prejudicial. Nosso organismo pode armazenar a vitamina D, nao utilizada e ao longo do tempo, pode acumular-se e causar problemas no funcionamento normal do corpo. Níveis tóxicos de vitamina D pode levar à pressão alta e até mesmo danos nos rins.

Necessidade da vitamina D:

0 - 12 meses 400 UI
1 - 70 anos 600 UI
Acima 71 anos 800 UI

Dermatologistas norte americanos, hoje recomendam que obtenhamos a vitamina D a partir das seguintes fontes:

- Alimentos naturalmente ricos em vitamina D
- Alimentos e bebidas fortificados com vitamina D
- Suplemento de vitamina D

Os alimentos que contêm a maior quantidade de vitamina D são os peixes gordos, como salmão, atum e cavala. Óleo de fígado de peixe é outra boa fonte. Nos EUA, você vai encontrar a vitamina D adicionada aos alimentos, incluindo leite, manteiga, margarina, cereais, iogurte e suco de laranja. A tabela a seguir mostra a quantidade de vitamina D que você vai encontrar em vários alimentos.

Vitamina D em alimentos e bebidas:

Alimento Quantidade Concentração de Vit. D em ui
Salmão ½ file 1,448
Oleo figado bacalhau 1 colher de sopa 1,360
Atum/cavala 3 pedaços 229
Sardinha/ enlatados 3 porçoes 154
Leite integral 1 copo 124
Leite desnatado 1 copo 115
Cereal 3 porçoes 34 - 104
Carne de porco 3 porcoes 43 - 88
Bife de figado 3 pedaços 42
Gemas de ovos 1 gema 25

 

Pode ser difícil obtermos a dose diária de vitamina D somente com alimentos. Para descobrir se você consegue vitamina D suficiente através de sua dieta, basta olhar para a tabela 2 novamente. Você ingere quantidades suficientes destes alimentos, para obter a vitamina D que você precisa todos os dias?

Como muitas pessoas, você pode não estar recebendo a sua ingestão diária recomendada da vitamina D. Para que isso seja necessário, você pode, ou querer mudar seus hábitos e ingesta alimentar ou ainda fazer uma suplementação de vitamina D.

Antes de iniciar uma suplementação de vitamina D, fale com o seu médico, para ver se realmente há a necessidade. Não podemos esquecer, que não devemos nos auto medicar; que o excesso de vitaminas pode ser prejudicial e que a ingestão inadvertida da vitamina D pode ter interação medicamentosa com alguns medicamentos, causando efeitos secundários indesejáveis.

A vitamina D é produzida na pele pela radiação UV, mas a quantidade é altamente variável e depende de muitos fatores. A reposição da vitamina D oral é um meio confiável, eficaz e seguro de obter essa vitamina.

A vitamina D tem o apelido de “ vitamina do sol ”, porque o nosso corpo produz vitamina D quando os raios do sol atingem a nossa pele.

Recebendo vitamina D do sol ou camas de bronzeamento podemos aumentar o seu risco de desenvolver:

- Câncer de pele, incluindo o melanoma, que pode ser mortal.
- Envelhecimento prematuro da pele (rugas, idade, manchas, pele manchada)
- Um sistema imunológico enfraquecido

Por estas razões, os dermatologistas recomendam receber vitamina D em segurança de alimentos, bebidas e suplementos. Dermatologista também recomendam que você proteja sua pele da exposição solar diária e evite camas de bronzeamento.

Para proteger nossa pele, devemos aplicar protetor solar todos os dias antes de nos expormos à luz do dia, estando nublado ou não. A Academia Americana de Dermatologia recomenda o uso de um protetor solar que oferece uma PROTEÇÃO solar fator FPS 30 ou maior. O protetor solar deve ser de amplo espectro, o que significa que protege a pele de ambos os raios UVA e UVB.

Mudanças de hábitos como o uso do chapéu, mangas compridas e calças, ajudam a proteger a pele do sol também. E sempre que possível devemos evitar exposição solar procurando locais na sombra para ficarmos.

Um exame de sangue pode dizer se você está recebendo quantidade suficiente de vitamina D. Este teste mede um composto no sangue chamado 25 - hidroxi-vitamina D.

O resultado do seu exame de sangueque afere o nível de vitamina D será dado em nanograns por mililitro (ng / ml) ou nanomoles por litro (nmol / l). Para a maioria das pessoas, um nível saudável varia entre 20 e 49 ng / ml (50-124 nmol / l). Se o seu nível é mais baixo, você deve conversar com o seu médico sobre o que você pode fazer para manter o nivel de sua vitamina D no limite desejável.

Deixo claro mais uma vez que não devemos fazer a auto medicação. Caso você tenha duvidas da necessidade ou não da reposição de certas vitaminas, o seu médico deverá ser consultado.

Repito ainda para os indivíduos que não usam protetores solares em virtude do temor da não produção da vitamina D, que o risco de envelhecimento da pele e de desenvolvimento de cancer de pele é grande com a exposição solar e que a suplementação de vitamina D é muito mais segura.

Para maiores informações sobre este assunto, segue o link da AAD.
http://www.aad.org/media-resources/stats-and-facts/prevention-and-care/vitamin-d